13 de março de 2012

Elena Gilbert x Katherine

Katherine.
Uma garota de aproximadamente 16 anos com uma saúde frágil, está com uma doença incurável (há muito tempo) está prestes a morrer quando sua dama de companhia resolve trazer um misterioso homem conhecido no povoado por "curar" qualquer doença. Klaus, esse era o o nome do homem. Seu remédio? A imortalidade. Seu sangue era última esperança de Katherine. Tempos depois, sedutora, Katherine se hospeda na pensão dos Savatore, e não demora muito para que ela tenha os dois em suas mãos. Stefan e Damon estão completamente apaixonados até iludidos por Katherine, os dois são manipulados com facilidade pela Linda garota. Katherine ficava com os dois ao mesmo tempo sem que nenhum desconfiasse. Mais, um dia eles descobriram e exigiram que Katherine escolhesse um. Mais a sede de sangue dela e seu egoísmo não permitia que ela escolhesse apenas um. Ela queria os dois. Obviamente os irmãos não aceitaram continuar com isso, mesmo Katherine sendo irresístivel. Sem querer ceder. Katherine foi capaz de forjar a própria morte para não ter que fazer sua escolha, e foi embora. Se eles acreditaram? Tanto que travaram um duelo de espadas mortal, por um tempo. Não demorou muito tempo para eles despertarem para uma "nova vida imortal". Katherine desapareceu sem deixar rastros, apenas o ódio entre Stefan e Damon. Se ela os amava? Não, podia estar apaixonada, mais amor de verdade não. Ela era egoísta. Em Diários do Vampiro 3, Katherine volta com toda ira, ódio e uma força incrível que reuniu ao descobrir sobre Elena. Ela queria vingança e estava disposta a fazer os irmãos pagarem por a terem trocado. Kathrine se torna um símbolo de ódio, ira e rancor, tudo que ela pensa é em se vingar. Sua semelhança com Helena é assustadora, porém não ultrapassa as barreiras físicas. Além de tudo, o semblante gelado que Katherine carrega não se parece nem um pouco com a face resplandecente de Helena. Porém numa cena crítica no final deste mesmo livro, Katherine é vencida por Helena (mesmo que esta sacrificou sua vida para isto), Katherine morre depois de sua exposição ao sol sem seu anel. Katherine vira pó. Ela é o modelo do que guardar rancor não vale a pena.

Elena.
Você pode até não gostar de Elena no primeiro livro, sempre no centro do mundo Elena tem uma vida popular e consegue tudo que deseja. Determinada a seguir em frente após a morte de seus pais Elena Gilbert o símbolo de Feells Church tem como principal objetivo zelar sua imagem. Até a chegada de Stefan Salvatore a cidade. Ela está decidida a conquistá-lo, mas para ter Stefan Elena terá que ser mais que bonita muito mais do que isso. Ele é diferente, o que parecia mais um capricho seu no começo, se torna um amor sem limites. Mas aquela expressão que ele sustentava quando se dirigia a ela era estranha, era como se ele já a conhecesse. Ao longo, dos livros quando Elena Já havia conseguido o que tanto queria, ficar ao lado de Stefan, desafios aparecem e exigem dela atitudes que a antiga Elena nunca teria. Elena se torna uma mulher determinada, independente, forte e principalmente: madura. De repente toda aquela sua preocupação com sua imagem havia dado lugar a preocupações muito maiores. Sempre rodeada de seus amigos fiéis, Elena usa sua inteligência para superar tantos perigos e aventuras. A essa altura, a história parece se repetir, afinal, parecer tanto com Katherine não é uma missão fácil. Além de Stefan, Damon a deseja sobretudo e assim, com tanta convivência fica impossível não sentir nada por ele. Elena então convive com um conflito interno entre Stefan e Damon, ela sabe com convicção que ama Stefan, mais estar próxima de Damon é dificíl. Como já foi citado, Elena mudou bastante ao longo da saga, mais além de ter mudado bastante, ela tem uma ajudinha do Céu, quando retorna pela segunda vez (como anjo, extremamente poderoso). Sim, ela morreu 2 vezes! A primeira vez acidentalmente, o que acarretou sua transformação (pois ela fazia troca de sangue com Stefan) e a segunda vez como vampira para salvar a vida de seu amado e Damon. Pode se dizer que a garota de 17 anos de cabelos dourados, olhos azuis e mimada do começo da história se tornou um modelo a ser seguido, Elena não se importa com os sacrifícios que tem que suportar quando o assunto é aqueles que ama. Como já diz em seu nome, Elena é a luz.

Espero que tenham gostado!

bjos, Mari.

1 comentário:

  1. oi, adorei a matéria!
    o blog ta lindo, parabéns!!

    ResponderEliminar